Estude efetivamente com a Prática Distribuída | Enembulando

Estude efetivamente com a Prática Distribuída

Você conhece a técnica da Prática Distribuída? Nunca ouviu falar? Se sim, espero que esteja usando nos seus estudos. A prática distribuída é tida pelos pesquisadores como uma das melhores técnicas de estudo para se aprender melhor. Ela nos mostra que é possível reter mais informações se muitas sessões de estudo forem distribuídas ao longo do tempo ao invés de estudar um conteúdo todo de uma vez. Você já ouviu falar da Curva de Esquecimento de Ebbinghaus? O princípio é o mesmo." data-share-imageurl="https://enembulando.com.br/sites/default/files/field/image/agenda.png">

Você conhece a técnica da Prática Distribuída? Nunca ouviu falar? Se sim, espero que esteja usando nos seus estudos. A prática distribuída é tida pelos pesquisadores como uma das melhores técnicas de estudo para se aprender melhor. Ela nos mostra que é possível reter mais informações se muitas sessões de estudo forem distribuídas ao longo do tempo ao invés de estudar um conteúdo todo de uma vez. Você já ouviu falar da Curva de Esquecimento de Ebbinghaus? O princípio é o mesmo. Tudo que aprendemos precisa de reforço ao longo do tempo para que não seja esquecido. Quando você distribui o que estuda, a cada vez que retorna ao assunto, você estará reforçando o que estudou na última sessão e estará fazendo novas conexões conforme vai se aprofundando na matéria.

Como funciona na prática

A prática distribuída é simples. Você tem um conteúdo pra estudar. Ao invés de estuda-lo consecutivamente durante um longo periódo de tempo, você divide o conteúdo em partes menores e estuda ele em diferentes períodos de tempo. Ou seja, no mesmo dia, se você for dedicar 2 horas em um assunto, ao invés de estudar estas 2 horas toda de manhã, você aprenderá melhor se estudar 1 hora de manhã e depois a noite estudar mais 1 hora. Você ainda pode dividir o conteúdo em blocos menores e até usar o Pomodoro. Mas o importante é que não estude tudo de uma vez. Você se cansará mais, a atenção ficará comprometida e a memória será prejudicada. Se você já leu sobre a curva do esquecimento, então você já sabe o efeito que o tempo tem na nossa memória. A prática distribuída é a melhor forma de contornar estes efeitos. Se você tem um capítulo de um livro pra estudar, não estude tudo num dia só. Reserve duas horas no primeiro dia. Depois continue no segundo dia e assim por diante, programando revisões após algumas semanas e depois de um mês. 

Nunca deixe para a última hora, por isso você não pode deixar de montar um plano de estudos. Sabe aquela prova que você procrastinou na escola e estudou tudo de ultima hora? Não deu muito certo, não foi? Mesmo que tenha conseguido nota pra passar, é quase que impossível ter retido alguma coisa. Para se preparar para uma prova como o Enem tempo é vital. O ideal seria que todos preparassem desde o primeiro ano do Ensino Médio. Aliás, o modelo da maioria das escolas não levam em consideração a prática distribuída. 

 

Agenda