O que é o Enem? | Enembulando

O que é o Enem?

O Enem, o Exame Nacional do Ensino Médio foi criado pelo Ministério da Educação em 1998 com o objetivo inicial de avaliar a qualidade do ensino médio no Brasil. Em 2009 o Enem passou por uma reformulação o que permitiu que ele possa ser usado como parte do processo seletivo em mais de mil Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e privadas.

Quando o Enem se tornou uma forma de ingressar no Ensino Superior público, a princípio, apenas algumas universidades aceitavam a nota do Enem como processo seletivo." data-share-imageurl="https://enembulando.com.br/sites/default/files/field/image/logo-enem.png">

O Enem, o Exame Nacional do Ensino Médio foi criado pelo Ministério da Educação em 1998 com o objetivo inicial de avaliar a qualidade do ensino médio no Brasil. Em 2009 o Enem passou por uma reformulação o que permitiu que ele possa ser usado como parte do processo seletivo em mais de mil Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e privadas.

Quando o Enem se tornou uma forma de ingressar no Ensino Superior público, a princípio, apenas algumas universidades aceitavam a nota do Enem como processo seletivo. A cada ano novas universidades e instiuições foram aderindo ao Enem e hoje ele se tornou a principal forma de ingresso ao Ensino Superior. Com o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Financiamento Estudantil (Fies) a nota de enem também se tornou o principal critério na seleção para a bolsas de estudo para instituições privadas e para as conscessões de emprestímos estudantis.

O modelo adotado atualmente pelo Enem (desde 2009) foi desenvolvido para avaliar o estudante, não somente a sua capacidade de memorização, mas a capacidade de através da teoria, usar na prática tudo que aprendemos durante nossa vida escolar. Assim, uma preparação através do ensino médio para participar do Enem tem como objetivo principal não o conhecimento mecânico dos conteúdos, mas a compreensão da sua totalidade para que possamos aplicar a matemática, a física, a química, tudo que vemos no ensino médio, na vida pessoal e profissional.

Diferente dos vestibulares da maioria das universidades tradicionais do país que cobravam massivamente memorização de fórmulas e conceitos. A prova do Enem tornou-se interdisciplinar e contextualizada. O Enem surgiu com um novo modelo de questão objetiva com enunciados que colocam o estudante diante de situações e problemas, exigindo que ele aplique os mais diversos conceitos para sua solução.

Como proposta, o Enem busca não medir a capacidade do estudante em acumular informações, mas verificar a capacidade dele de refletir, valorizando sua autonomia na hora de tomar decisões e fazer as próprias escolhas.

A ESTRUTURA DA PROVA

 

O Enem é dividido em 5 provas, Ciências Humanas e suas Tecnologias (História, Geografia, Sociologia e Filosofia), Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (Português, Língua Estrangeira - Espanhol ou Inglês, Artes, Literatura, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação), Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Física, Química e Biologia), Matemática e suas Tecnologias (Matemática) e a prova de Redação.​

O Enem é aplicado em 2 dias e é composto por 180 questões objetivas e uma proposta de redação. As perguntas objetivas são de múltipla escolha, com cinco alternativas de resposta para cada, representadas pelas letras A,B,C,D e E.

Sendo:

1º dia:

  • 45 questões de Ciências Humanas

  • 45 questões de Linguagens e Códigos

  • Redação

2º dia:

  • 45 questões de Matemática

  • 45 questões de Ciências da Natureza

Logo Enem