Eu sobrevivi do nada, do nada... Enem 2018 | Enembulando

Eu sobrevivi do nada, do nada... Enem 2018

Questão de múltiplia escolha

Eu sobrevivi do nada, do nada

Eu não existia

Não tinha uma existência

Não tinha uma matéria Comecei existir com quinhentos milhões e quinhentos mil anos

Logo de uma vez, já velha

Eu não nasci criança, nasci já velha

Depois é que eu virei criança

E agora continuei velha

Me transformei novamente numa velha

Voltei ao que eu era, uma velha

PATROCÍNIO, S. In: MOSÉ, V. (Org.). Reino dos bichos e dos animais é meu nome. Rio de Janeiro: Azougue, 2009.

Nesse poema de Stela do Patrocínio, a singularidade da expressão lírica manifesta-se na 

representação da infância, redimensionada no resgate da memória.

associação de imagens desconexas, articuladas por uma fala delirante. 

expressão autobiográfica, fundada no relato de experiências de alteridade. 

incorporação de elementos fantásticos, explicitada por versos incoerentes.

transgressão à razão, ecoada na desconstrução de referências temporais. 

Poste um novo comentário